Terça, Agosto 22, 2017
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 253
Segunda, 24 Julho 2017 14:26

Polemizando - ed 253

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Abrindo os trabalhos
Clamando pelas bênçãos de Oxalá, a proteção de todos os santos e entidades do campo astral é “que com o mais absoluto respeito a todas as crenças e credos, religiões de matizes africanas ou não, é que abro os trabalhos desta coluninha de quinta, que por mim já tinha parado há muito tempo”. É com Canto de Oxum de Vinicius de Moraes na voz de Maria Bethania é que iniciou mais esta coluna Polemizando.

 

Sofrido futebol de várzea
Quando é para ir em churrasco todos estão lá, quando é para pedir votos tem um monte de politiqueiro lá prometendo o que não pode cumprir. O que já vi de “golpe do campo”. Safados de marca maior oferecer campo para este ou aquele time, inclusive com maquete. Mas na hora do “vamos ver”, somem e somente reaparecem quando o burburinho eleitoral recomeça. Os mesmos que prometem campo também prometem quadras para escolas de samba.

Sofrido futebol de várzea II
Os safados não perdoam nem time que já tem campo. Explico: um dos mais tradicionais times de várzea da Zona Leste o Falcão do Morro Itaquerense está sofrendo, pois uma meia dúzia de safados está querendo aplicar o golpe do “compromissário”. O caso é que apareceram uns que se dizem donos e estão querendo construir empreendimentos imobiliários no local. São os mesmos safados de sempre que posam de rico, mas são uns baitas picaretas. Um deles é aquele que tem cara de cachorro pequinês, que anda de rabo arrebitado e que é “persona non grata” no mais tradicional clube da região. Ainda bem que a comunidade do Falcão do Morro tem por eles o meu velho amigo de copo e de cruz Robinson Baptista, o Robinho.

Dória quer vender áreas remanescentes
Este prefeito de São Paulo está mesmo meio grogue. - como diria minha saudosa Tia Marquinha. Não sabe o que diz e nem o que está fazendo. Olhem só a última do ex-apresentador do Aprendiz. Declarou que pretende arrecadar vendendo as áreas remanescentes de obras viárias da cidade. Como assim? As áreas remanescentes já têm donos faz tempo e nenhum deles pagou para ter, somente invadiram e lá construíram os seus imóveis para alugar. Em Itaquera mesmo tem um monte destas áreas com grandes prédios que incautos comerciantes pagam vultuosos aluguéis aos invasores que posam de empresários.

Acorda Dória
O prefeito mesmo tinha que ouvir o povão e não o bando de puxa-sacos que o circundam como o tal “tio do secretário”. Por exemplo, antes de divulgar que pretende vender as áreas remanescentes, porque não fez uma pesquisa antes para saber o que todo mundo já sabe. Em muitas regiões como Itaquera as áreas já estão invadidas. Antes de querer vender ele tem que entrar com reintegração de posse e retomar para a municipalidade os espaços. Por exemplo - na mesma Itaquera tem um tal de “Portuga Malandro” que fica velho, mas não tem vergonha na cara e o mesmo tem uma “caralhada” de terrenos tudo assim: invadido nas margens de uma grande avenida. Uma dica grátis deste humilde gordão ao Dória: “antes de consultar as pseudas lideranças faça uma análise e não ouça aqueles que sempre estão nas agendas pendurados em vosso saco. Pergunte ao povão. Pergunte ao sapateiro, a tiazinha que vende o acarajé, ao artista popular, ao pequeno comerciante, pois o prefeito deve saber que o puxa saco sempre tem um interesse próprio”. FICA ESPERTO PREFEITO !!!

E por falar em Tio do Secretário
Se sair verba, cargo ou coisa que o valha para o Tio do Secretário a comunidade vai cobrar. Tráfico de influência não vale!!! E só para não perder o costume FICA ESPERTO PREFEITO!!!

Puxa saco - Uma hora a casa cai...
Na gestão passada - ou seja na gestão do PT - que tanto o Dória faz questão de lembrar, este jornal sofreu uma baita perseguição do então subprefeito itaquerense - na época aliado político do vereador Celso Jatene -. O então subprefeito perseguiu este jornal, hoje ele é investigado pelo MP. Com quem estava a verdade? Mas esta questão não vem ao caso, o que vem ao caso, o quanto volátil são os puxa-sacos profissionais. Na época o subprefeito - que já mudou de vereador para se manter empregado - desferiu um monte de impropérios e este pequeno, mas valente jornal em uma rede social. Um dos que apoiaram a iniciativa era um que tinha um cargo em uma clube municipal. Fez a dele tudo bem, estava no time do cara fazer o quê? Mas a gestão mudou e ele continuou no cargo - tipo esquecido - estava ganhando o seu. Chegou a falar com este gordo e reconheceu que este Fato Paulista muito ajudou a sua comunidade, mas de nada adiantou, pois a Justiça - pode tardar mas não falha. Acabou exonerado do empreguinho. Tudo bem...mas não deixo de lembrar versos de Cláudio Fontana e Tião da Vila, eternizados na voz de Raimundo José. Para você que muda de lado como muda de cueca ai vai, o sucesso Santo Forte, com o seguinte refrão:” Não mexe comigo que eu ponho o seu nome lá no meu terreiro/ Eu sou macumbeiro lê rê /Eu sou macumbeiro lê rê”. Agora é só no Maranhão ou lá na Mooca que vai arrumar emprego.

Francklin vai virar nome de Praça
Uma das maiores referências culturais da história da Zona Leste (escrevo esta nota ouvindo Led Zeppelin), criou festivais de música, abriu shows de Tom Zé e Zé Ramalho. Cantor, compositor e escritor, Wanderley Francklin vai virar nome de praça em Itaquera. Esta é a iniciativa da ACEMI - Associação dos Comerciantes Empresários e Moradores de Itaquera, entidade presidida por Francisco Roldan Pereira, o Chinito. E aqui garanto ao Camacho, ao Magrão, ao Dário, ao Carlos o Louco, aos saudosos Foguinho e Jeremias e tantos outros, o nosso amigo de copo e de cruz, Francklin vai virar nome de Praça. Pois quando o Chinito realmente quer a “coisa acontece”.

Jorge Damião
Na nota anterior ouvia eu Led Zepellin, virei 180 graus e cai no samba do meu pavilhão a Leandro de Itaquera. Escolhi um samba e cai no de 2002 em homenagem ao saudoso eterno governador dos paulistas Mário Covas, quando foi homenageado pela vermelho e branco. Na letra do samba de André Ricardo e Cia, um dos versos lembra “e o silêncio não pôde acatar”. Lembrei de tucanos históricos, entre eles o atual secretário municipal de Esportes Jorge Damião, que andou lado a lado com o “espanhol” não só na ZL mas em todo o Estado. Será que o atual secretário tem em seus quadros alguém indicado pelo PT? O mesmo PT do Zé Dirceu que desdenhou de Covas quando o mesmo fora agredido na Secretaria Estadual de Educação? Provavelmente não saiba que o indicado na gestão petista continua com o cargo em um equipamento público de Esportes na Cohab II e ainda “reconhecido” pelas denúncias de supostas “cobranças” pelo espaço público.

Jorge Damião II
O pior que o dito cujo que o secretário municipal de Esportes mantém no cargo não é do ramo. Nunca jogou bola, nunca foi visto em beira de campo senão ganhando, nunca lutou em tatame algum, nunca organizou campeonatos, nem sequer sabe o que é uma roda de capoeira e mesmo assim fica lá recebendo do erário público e fazendo política para o seu vereador que apoiou o Fernando Haddad. Tudo bem que o coitado deva precisar de um emprego, mas isto não é missão do Esporte e sim da Secretaria de Assistência Social que deve encaminhá-lo a um curso de requalificação profissional. Pois, do Esporte ele não é. Tudo bem que já imagino que o mesmo vai telefonar para este jornal desferindo um monte de impropérios - provavelmente orientado pelo seu vereador . Mas tudo bem... Mas só para não perder o costume FICA ESPERTO PREFEITO !!!

Alô!!!
Carvalho!!! (para não dizer outra coisa) Até que enfim termino esta coluninha de quinta. Confesso que as notas acima , por mais que tentei dar uma pegada de bom humor a maioria delas retratam o desdém que os mandatários do poder tratam o nosso povo. Somente na nota do Francklin dei uma viajada de bem com a vida. Do resto só foi caso de Comédia. E por estes comédias e por muita mais que gosto mesmo é de beber em adega de comunidade, gosto de samba de roda, gosto de churrasquinho de gato e sinto saudades de comunidades como Maria Luiza Americano, Sinhá do Marcelo Nunes e do Girino (devo uma visita) e do Buraco Quente. Por isso - faz tempo hein!? - Um super alô com direito a rufo de bateria para os seguintes amigos de copo e de cruz: Primeiro para os meus afilhados que ando em falta e muita falta. Lucas Ferreira garoto do bem que muito orgulha o tio gordão , Christian - batera dos bons - outro orgulho deste tio gordo. Calma ai tem mais afilhado: o Marcos filho do finado Wilson da Primeira da Líder, que marcou época na vida deste gordão. Calma ai sem esquecer do Vitor Ferreira filho do finado Xixa. O Vitão tem se notabilizado como um dos grandes sambistas da ZL.

Alô 2!!!
Nunca na história desta coluninha teve dois alôs. Um alô com direto a rufo de bateria aos meus amigos de copo e de cruz, que anda longe dos olhos, mas todos estão perto do meu coração: Ferreira de Matos compositor da Vila Maria, eterna dama e orgulho da comunidade itaquerense Eliana de Lima, Carlão do Relikia, Maurício Rocha do Algo a Mais, Mazinho Xerife, Elisbão da ZN, jornalista Roque Barbiere (que meu deu a primeira chance em um jornal), jornalista Matias Quintino, jornalista Ronaldo Junqueira (Velha Guarda da Nenê de Vila Matilde), Manteiga da Nenê, Enzo Baldini do XV, professor Paulo Jerônimo (meu amigo de longa data), Daia de Ermelino (preciso colar ai para tomar uma), Edinho também de Ermelino, Bill dos XI Garotos. Olha que tem mais... Berola, Natale, Agostinho, Luiz, todos eliteanos fanáticos. Calma ai tem o Bueno do Bar, o Viola do outro bar, o Gil do bar de Ermelino, a Lili do bar da Dom José, o Zezinho de mais um bar..Todos , todos mesmo grandes e velhos amigos de copo e de cruz deste humilde gordão. Para toda esta turma um Alô com direito a rufo de bateria!!!

Ler 420 vezes
Ligia Minaro

Jornalista Responsável: Ligia Minaro - MTB 33.856

Mais nesta categoria: « Polemizando - edição 252

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.